Por volta das 15h50 do último sábado (27), a Polícia Militar de Palotina foi solicitada a comparecer no Hospital Municipal, onde, segundo informações, um casal deu entrada com a filha de dois meses de vida.

Conforme exames, a criança apresentava seis costelas quebradas, hematomas aparentes e uma marca de mordida no braço esquerdo.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A mãe relatou que estava em casa, na hora do fato, porém, estava na cozinha e não viu o que ocorreu na hora.

O marido, e pai da criança, relatou preliminarmente que foi dar banho na criança e deixou ela em cima da cama na beirada, quando foi pegar a fralda no guarda-roupa que estava no mesmo quarto, percebeu que ela havia caído da cama e, para tentar amenizar a queda, colocou o pé embaixo. Em seguida, colocou o bico na boca da criança e a mesma continuou chorando. Ele disse que na sequência foram até o Hospital Municipal para atendimento.

Sobre a marca de mordida no braço da criança, o mesmo confirmou que mordeu, mas, segundo ele, foi de brincadeira e que é de costume morder a criança.

Enquanto questionado o genitor demonstrou bastante nervosismo com relação ao ocorrido, aponta o relatório policial.

Diante da gravidade das lesões, o laudo juntamente com os genitores foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, e o Conselho Tutelar acionado para que tomasse providência.

Conforme repassado à reportagem, o pai foi preso em flagrante e o juiz decidiu pelo mandado de prisão preventiva.

O homem foi encaminhado à carceragem da cidade de Assis Chateaubriand.

Informações dão conta de que a mãe não foi presa.

Portal Guaíra com informações do Correio do Ar/O Presente