Um traficante foi preso na madrugada deste domingo (02) após perseguição fluvial realizada no contexto do bloqueio do Rio Paraná. Novamente ele tentou furar a fiscalização oficial e colocou embarcação da Polícia Federal em risco.

Desta vez a equipe composta pela PF, FNSP e TIGRE/PCPR logrou êxito em realizar acompanhamento tático e a prisão de dois narcotraficantes.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Após as diligências de praxe para a lavratura do auto de prisão em flagrante, constatou-se que um deles estava envolvido nos fatos que ocasionaram na morte do militar de Exército Brasileiro, razão pela qual foi dado cumprimento a um mandado de prisão temporária expedida pela Justiça Federal de Guaíra fruto da Operação Homem Anjo – deflagrada pela PF no dia 20/05/20 – e que encontrava-se em aberto desde então.

O preso é natural do Paraguai e foi preso no sábado a bordo de embarcação veloz, de alta performance, transportando aproximadamente 350kg (restante do carregamento foi lançado na água para colocar embarcação policial em risco).

Fazem parte do Programa V.I.G.I.A. e desta operação interagências equipes da POLÍCIA FEDERAL, COBRA/BPFRON e COE/BOPE da PMPR, TIGRE/PCPR, BOPE/PMMS, FORÇA NACIONAL e pelo EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

Novas diligências estão programadas para os próximos dias e as forças de segurança não descansaram enquanto todos os responsáveis pela morte do militar não estiverem respondendo judicialmente pelos seus atos.

Portal Guaíra via Assessoria