Hoje, quinta-feira (24), a Polícia Federal deflagrou a Operação Dupla Face. Nesta manhã, equipes da Polícia Federal realizaram a prisão dos 18 (dezoito) indivíduos que ocupam posição de destaque na organização criminosa, além de buscas simultâneas em 21 (vinte e um) endereços em Foz do Iguaçu/PR, Santa Terezinha de Itaipu/PR, Medianeira/PR e Belém/PA, em cumprimento a decisão do Juízo da 5ª Vara Federal de Foz do Iguaçu/PR.

A investigação, que contou com o apoio da Receita Federal, durou 15 (quinze) meses e teve por objetivo a desarticulação de uma organização criminosa dedicada ao contrabando ou descaminho, sobretudo de cigarros provenientes do Paraguai.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Para a consecução das remessas ilícitas, de forma a minorar as possibilidades de apreensão, a organização criminosa valia-se de “batedores” que seguiam à frente e passavam informações aos motoristas dos caminhões para que estes evitassem a passagem pelos pontos em que havia fiscalização na BR-277, rodovia pela qual as cargas eram direcionadas para todo o Brasil.

Descobriu-se que os contrabandistas ainda contavam com o apoio de servidores públicos e pessoas que trabalhavam na rodovia, o que dificultava ainda mais a atividade repressiva por parte da polícia.

Ao longo da investigação foram apreendidos 46 (quarenta e seis) veículos, a maioria carretas e caminhões carregados com cigarros. Para diminuir os custos operacionais, os criminosos utilizavam-se inclusive de veículos financiados no nome de terceiros, com placas falsas ou mesmo objeto de furto ou roubo.

No decorrer da investigação 35 (trinta e cinco) pessoas foram presas em flagrante – sendo que a maioria eram motoristas e “batedores” – bem como apreendidos cerca de R$ 30.000.000,00 (trinta milhões de reais) em mercadorias. Estima-se que a soma dos tributos evadidos e multas decorrentes superam R$ 40.000.000,00 (quarenta milhões de reais).

IMG_3666

IMG_3662

IMG_3664

Portal Guaíra com informações da PF