A Polícia Federal deflagrou a “Operação Buraco de Pedra” contra tráfico de drogas e crimes contra a o patrimônio cometidos na região de fronteira. Foram cumpridos nesta manhã de quinta-feira (28), dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal de Guaíra.

A investigação durou aproximadamente dois meses e foi conduzida pela Delegacia de Polícia Federal em Guaíra. O inquérito policial foi instaurado para apurar a prática dos delitos de furto qualificado, tráfico de drogas e receptação.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Teve início após o furto de bens da União. De acordo com os levantamentos, os criminosos furtavam residências e comércios locais para, posteriormente, adquirir drogas em troca dos bens subtraídos. Os produtos do crime eram entregues em conhecidos pontos de venda de drogas, localizados no bairro Vila Margarida, conhecido como “buracão”.

O cometimento dos crimes patrimoniais mostrou-se intrinsecamente vinculado ao tráfico de drogas e outros crimes violentos. Recentemente um criminoso teria sido atingido por disparos de arma de fogo em razão de disputas pelo controle do tráfico na região.

A operação foi batizada de “Buraco de Pedra” em referência ao tráfico de pedras de crack que ocorria no bairro conhecido vulgarmente como “buracão”.

Portal Guaíra via Assessoria