Um adolescente foi apreendido na tarde desta quinta-feira (04) na fronteira com o Paraguai.

Ele é acusado de envolvimento na tentativa de roubo à uma residência em Guaíra, que deixou um policial e a filha de quatro anos baleados.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Conforme as informações, logo após o crime que ocorreu na noite de ontem (03), a Polícia Militar e a Polícia Civil de Guaíra iniciam as diligências em buscas dos envolvidos no assalto.

Nesta quinta-feira, a Polícia Civil de Guaíra em parceria com a Polícia Civil de Mundo Novo (MS) lograram êxito em encontrar um dos suspeitos no estado vizinho. O adolescente foi apreendido próximo divisa com o Paraguai.

O menor de idade foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Guaíra.

TENTATIVA DE ASSALTO

Uma tentativa de assalto deixou três pessoas baleadas em Guaíra, na noite de quarta-feira (03). Uma das vítimas é uma criança, de apenas 4 anos.

Conforme as informações repassadas pela Polícia Civil, a tentativa de assalto ocorreu em uma residência em Guaíra. O criminoso teria chegado armado e anunciou o assalto, entretanto, um policial militar do estado do MS estava no local, junto com sua filha, e reagiu ao assalto.

Houve troca de tiros e o policial e a filha acabaram sendo baleados no braço. Os disparos atingiram ambos de raspão. Eles foram até a UPA, onde receberam atendimento médico e passam bem.

Já o assaltante também teria sido baleado na troca de tiros e fugiu do local roubando uma motocicleta, próximo à um bar. A moto roubada foi recuperada em um porto.

Antes do roubo da moto, ele tentou roubar um carro, efetuando um disparo contra o para-brisa do veículo. Ele estaria com marcas de sangue no pescoço, segundo testemunhas.

Ainda conforme relato de testemunhas à Polícia Militar, um segundo meliante dava apoio ao roubo e fugiu do local no momento dos disparos.

As informações são do Ponto da Notícia