No início da manhã de sexta-feira (10), na Aduana em Mundo Novo, fronteira com o Paraguai, a Equipe de Vigilância e Repressão da Alfândega da Receita Federal, com o apoio de policiais militares, abordou um táxi paraguaio entrando no Brasil, onde viajavam dois homens, de 28 e 30 anos de idade.

Devido ao nervosismo apresentado pelos passageiros, e ao fato de um deles possuir R$ 4 mil em dinheiro, foi procedida uma consulta detalhada dos nomes apresentados, quando um deles empregou fuga a pé em direção a uma mata nas proximidades, mas acabou sendo alcançado e detido. Foi constado então que o fugitivo havia fornecido nome falso, e que possuía mandado de prisão em seu desfavor emitido pela Justiça de Santa Catarina, por furto, porte ilegal de arma e tráfico de drogas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O outro indivíduo acabou confessando que o dinheiro era proveniente da venda no Paraguai de uma caminhonete VW Amarok que havia sido roubada no Estado do Paraná.

Em contato com os policiais paranaenses, descobriu-se que o proprietário da caminhonete, residente em Bituruna, estava sob cárcere privado, e que no início da noite de quinta-feira havia sido rendido por um homem armado com uma pistola, após lhe pedir água.

O indivíduo, com o auxílio de comparsas, depois de amarrarem a vítima em seu quarto, roubaram sua caminhonete e outros objetos. As características físicas de um dos autores do roubo coincide com
as de um dos detidos na fronteira, apontando para sua participação efetiva no roubo.

Diante dos fatos, os dois homens receberam voz de prisão e foram encaminhados, após realização de exame de corpo de delito, para a Polícia Civil em Mundo Novo.

Mundo Novo - Alfândega da Receita Federal e PM prendem dois homens envolvidos em roubo e receptação de caminhonete no Paraná • Portal Guaíra

Portal Guaíra via Assessoria