O isolamento social e as demais medidas de restrição em vigência na Itália nas últimas duas semanas devem levar a uma estabilização em breve da epidemia de coronavírus no país, mas será necessário acompanhamento vigilante, disse uma autoridade da Organização Mundial da Saúde (OMS) na segunda-feira (30).

“Esperamos que a Itália e a Espanha estejam quase lá (no pico), mas o vírus não diminui por si só, ele precisa ser eliminado por meio de esforços de saúde pública”, disse Mike Ryan, principal especialista em emergências da OMS, em entrevista coletiva.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No caso da Itália, Ryan disse que o país deve começar a ver uma estabilização. “Os casos que vemos hoje refletem realmente as exposições há duas semanas”, afirmou.

Portal Guaíra com informações da Reuters