Por meio de nota, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) recebeu a informação sobre a suspensão de importação de carne de frango por parte da autoridade chinesa de duas plantas de suas associadas.

A ABPA está apoiando o governo brasileiro e as empresas envolvidas na tratativas para o rápido restabelecimento das habilitações para a China.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A entidade reafirma os altos padrões de qualidade e sanitários estabelecidos por suas associadas, assim como no sistema de controle sanitário brasileiro.

Segundo a entidade, no quadro geral, não são esperados impactos significativos para as exportações brasileiras de carne de frango, que contam, atualmente, com 43 plantas habilitadas para exportar carne de frango para o país asiático.

Suspensão da China
Neste domingo (31), o Ministério da Agricultura confirmou que dois frigoríficos brasileiros estão impedidos pelo governo da China de fornecer carne de frango para aquele país. As empresas são a São Salvador Alimentos, com sede em Goiás, dona da marca Super Frango, e a Bello Alimentos, do Mato Grosso do Sul, proprietária da marca Frango Bello.

A decisão foi da Administração Geral de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês), que não informou o motivo.

Portal Guaíra com informações da Agência Safras