O empresário do ramo de embalagens, José Arivilton Ferreira, de 39 anos, foi morto com um tiro na cabeça pela esposa, que está grávida de seis meses. O crime aconteceu na região metropolitana de Curitiba, logo após ele ter confessado uma traição à mulher. A filha do casal, de apenas 12 anos, presenciou o crime. Rosana Alencar da Silva, de 31 anos, foi encaminhada à Delegacia de Pinhais e autuada em flagrante por homicídio.

De acordo com depoimento à polícia, depois da confissão, o empresário entregou um revólver calibre 38 à mulher e disse que ela poderia fazer o que quisesse. Ela, então, atirou. A filha do casal de apenas 12 anos estava em casa e presenciou o crime.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------
Arma usada no crime. - Foto: Juliano Cunha / Banda B
Arma usada no crime (foto: Juliano Cunha / Banda B)

Depois de atirar contra o marido, a mulher permaneceu no local, ainda tentou reanimá-lo e disse que não sabia que a arma estava municiada. O tenente Marcos do 17° Batalhão de Polícia Militar disse que a arma era do marido. “De maneira preliminar é um crime passional. A família não tem histórico de desavenças, são casados há 12 anos e ela está no sexto mês do segundo filho. Ela está em estado de choque. O que ela disse é que não sabia que a arma estava carregada”, relatou o tenente.

Fonte: Correio do Lago