ad

A Itaipu Binacional repassou, por meio de contrato de comodato, as instalações da Base Náutica de Entre Rios do Oeste para o BPFron (Batalhão de Polícia de Fronteira), localizado em Marechal Cândido Rondon. A cessão foi possível graças a uma parceria entre a Diretoria de Coordenação de Itaipu e a Polícia Militar do Estado do Paraná. Desde esta quinta-feira (12), o BPFron mantém um efetivo permanentemente no local.

O BPFron é responsável pelo policiamento ostensivo preventivo fardado, para a preservação da ordem pública e operações diversas na região de fronteira do Brasil com o Paraguai e Argentina. O batalhão também atua no recobrimento de unidades instaladas (em casos de ocorrências complexas) e no apoio a outras forças de Segurança Pública. O objetivo principal é prevenir e reprimir a prática de crimes transfronteiriços, conforme diretrizes do Comando-Geral da Polícia Militar.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Para o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell, que também ocupou a função de secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná, “a presença de um efetivo da PM dentro da faixa de proteção de Itaipu, em uma posição estratégica às margens do reservatório, fortalece a presença do Estado na fronteira, inibe o cometimento de crimes transfronteiriços e contribui para a manutenção da inviolabilidade da área de proteção permanente.”

A medida está alinhada às diretrizes do diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, que tem pautado a sua gestão à frente da binacional pela austeridade e investimentos no desenvolvimento da região.

“Dentro desse contexto, a segurança pública assume um papel de destaque e o apoio a iniciativas desta natureza está perfeitamente em consonância com o modelo de administração adotado”, diz Carbonell.

A ITAIPU
Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,6 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. Em 2018, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

Portal Guaíra via Assessoria