ad

[dropcap color=”#1e73be”]O [/dropcap]ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) foi transferido para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na de quinta-feira, 31. O local ficou conhecido como “prisão da Lava Jato” por abrigar várias pessoas detidas na operação, entre eles, o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

A transferência foi determinada pelo juiz Paulo Sérgio Ribeiro, da 23ª Vara Federal de Curitiba, “para garantir a efetividade da ordem de prisão preventiva”. A decisão é uma resposta a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Beto Richa foi preso na sexta-feira (25). O ex-governador é suspeito de ter recebido cerca de R$ 2,7 milhões em propina em um esquema de corrupção envolvendo as concessionárias de rodovias federais no Paraná. Segundo o MPF, foram desviados R$ 8,4 bilhões de obras rodoviárias e concessões do Anel de Integração no Paraná.

Portal Guaíra com informações do Bem Paraná