A Polícia Militar de Mato Grosso, por meio da Patrulha Rural, apreendeu, na quinta-feira, 28, mais de 250 toneladas de adubo e prendeu nove pessoas por formação de quadrilha, roubo e furto de carga de fertilizantes e defensivos agrícolas, na região de Rondonópolis. Um barracão que recebia a carga ilícita foi fechado na ação policial.

A quadrilha foi presa após os policiais militares do 4º Comando Regional da Polícia Militar receberem informações sobre um roubo de carga de adubo, ocorrido na noite de quarta-feira, 27, na cidade de Pedra Preta. Segundo o boletim de ocorrência do roubo, o motorista da carreta com adubo havia descido do veículo para jantar em um posto de combustível, na Vila Garça Branca, quando foi rendido por dois homens encapuzados. A vítima foi deixada pelos suspeitos nas proximidades da ponte do Jurique e o veículo, com a carga de adubo, foi levada pela quadrilha.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A partir do testemunho da vítima, a polícia iniciou diligências na região e localizou, em Rondonópolis, a carga roubada. O produto estava sendo descarregado em um barracão no Distrito Industrial. No local foram apreendidas 253 toneladas de adubos, fertilizantes e defensivos agrícolas, provenientes do roubo e também de furto a uma empresa de logística da cidade, que já havia informado a subtração do material dias antes.

Segundo informou a polícia, o dono do barracão, que funcionava como sede de uma empresa que movimentava os produtos ilícitos, foi preso. Os funcionários foram todos conduzidos para a delegacia para apuração dos respectivos níveis de envolvimento. Na mesma ação a PM também apreendeu uma pá carregadeira e diversos veículos.

Durante a ocorrência, chegou ao local um motorista para carregar um material que já tinha venda negociada pela quadrilha, que fraudava notas fiscais para vender o produto. A partir disso, a polícia conseguiu identificar o responsável por agenciar a venda, que também foi localizado e preso. A fazenda que receberia o material roubado foi identificada.

Nove pessoas foram presas e os materiais apreendidos foram entregues na Delegacia da Polícia Judiciária Civil.

Portal Guaíra com informações do Canal Rural