O apartamento do governador Silval Barbosa, em Cuiabá, que foi vasculhado por agentes da Polícia Federal nesta terça-feira

O governador do Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), foi detido na sede da Polícia Federal no Estado na terça-feira (20) por posse irregular de arma de fogo. Uma pistola calibre 380 foi apreendida pela PF na casa do governador, um apartamento no Jardim das Américas, em Cuiabá.

A arma foi encontrada durante buscas da Polícia Federal no âmbito da Operação Ararath, que investiga um esquema de lavagem de dinheiro em Mato Grosso. O apartamento do governador foi um dos locais vasculhados pelos agentes, embora ele não seja formalmente investigado na operação.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Segundo o secretário de Comunicação do governo, Marcos Lemos, Silval tem porte de arma, mas o registro estava vencido. Como a pena para esse crime é inferior a quatro anos de detenção, foi estipulado pagamento de fiança e ele responderá em liberdade.

O esquema envolve empresários da construção civil, do ramo de combustíveis e agentes políticos. A nova fase da investigação, que corre na 5ª Vara Federal do Estado, foi deflagrada após o empresário Gércio Mendonça Júnior aceitar uma delação premiada ao Ministério Público Federal.

A PF cumpriu mandados no apartamento de Silval, na prefeitura de Cuiabá, na Assembleia Legislativa, no Ministério Público do Estado e no Tribunal de Contas do Mato Grosso, além de sede de empresas. O deputado José Riva (PSD) e o ex-secretário estadual Éder Morais, que comandou a Fazenda (governo Blairo Maggi), Casa Civil e Secretaria da Copa (na gestão Silval Barbosa), foram presos.

Éder Morais teve a prisão decretada pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O apartamento do governador Silval Barbosa, em Cuiabá, que foi vasculhado por agentes da Polícia Federal nesta terça-feira
O apartamento do governador Silval Barbosa, em Cuiabá, que foi vasculhado por agentes da Polícia Federal nesta terça-feira

Fonte: Veja