ad

Um touro solto em uma avenida de Campo Grande causou ferimentos em duas pessoas, correu atrás de outras e causou transtornos no trânsito. Tudo aconteceu na avenida Gury Marques com a Guicurus, entre o final da noite de terça-feira (11) e a manhã desta quarta-feira (12).

Motoristas e pedestres que viram o touro no fim da noite chamaram o Corpo de Bombeiros. O animal estava nervoso e causava transtorno no trânsito. Os militares então o amarraram a um poste para que fosse recolhido pelo Centro de Controle de Zoonoses pela manhã.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No entanto, por volta das 5h30 ( de MS), o touro conseguiu se soltar e derrubou uma mulher que pilotava uma motocicleta. Ela teve uma das pernas machucadas e foi levada para atendimento médico.. Bombeiros foram novamente chamados e desta vez tiveram apoio de policiais militares e parte do trânsito precisou ser interditada.

O animal continuava nervoso e um homem que passava por lá foi tentar contê-lo, mesmo sendo orientado pelos bombeiros a não se aproximar. O touro então o atacou e ele teve um dos pulmões perfurados, sendo encaminhado para atendimento em estado grave.

Imagens gravadas de celular pelo repórter Osvaldo Nóbrega mostram que o touro e o homem se encaram e então ocorre o ataque. O homem é jogado ao chão e mesmo depois que o animal se afasta, ele continua tentando contê-lo.

O homem é afastado do local e então o touro faz um novo ataque. Dessa vez a policiais militares e à equipe de reportagem da TV Morena.

O repórter cinematográfico Domingos Lacerda está trabalhando normalmente quando o animal vai em direção à equipe e ele então entra na viatura da Polícia Militar. Enquanto isso, o repórter Osvaldo Nóbrega corre, despluga o fio do microfone da câmera. Ele continua a correr em volta da viatura e o boi atrás dele.

O animal dá cabeçadas na porta da viatura e danifica uma parte do pára-choque até que sai de perto da viatura e então o repórter cinematográfico sai do veículo. “Foi um grande susto. Em 20 anos de profissão nunca tinha passado por isso”, fala o repórter Osvaldo Nóbrega.

Quando o animal já havia saído de perto da viatura, oito homens – entre policiais e bombeiros – conseguiram dominá-lo e amarrá-lo a uma placa de sinalização. Foram 15 minutos para conter o touro, que foi recolhido pelo CCZ.

O CCZ informou que não recolheu o animal à noite porque o horário de funcionamento é das 07h às 21h. “Não é possível fazer a retirada do animal das vias urbanas fora desse período, sendo que, assim que a equipe assumiu o plantão, prontamente foi até o local onde o animal estava para auxiliar no recolhimento do mesmo”.

Portal Guaíra com informações do G1