Após um trabalho de investigação que durou cerca de três meses, desenvolvido por agentes da Delegacia da Polícia Civil de Mundo Novo, parte de uma quadrilha de traficantes que enviava maconha para o estado de Rondônia, foi presa na madrugada dessa segunda-feira (26).

Na ação foram presos Luiz Canuto Filho (47), Gustavo Martinello (20) e Marli Kirsten (38), mãe e filho, com o apoio de uma equipe do Terceiro Pelotão da Polícia Militar de Mundo Novo, sendo apreendidos 163 quilos de maconha divididos em 205 tabletes, dez celulares e um revólver calibre 38, municiado com cinco projéteis intactos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

mundo-novo3

Um automóvel Toyota/Corola, que era usado pela mãe e filho como batedores e uma carreta com placas de Alta Floresta do Oeste (RO), carregada de latas de tintas e que era usada no transporte de drogas, também foram aprendidos.

A carreta estava estacionada em uma borracharia nas proximidades do Posto Fiscal Leão da Fronteira, em Mundo Novo – , já com a droga em sua carroceria. Quando os policiais civis chegaram e prenderam o motorista, ele estava tentando esconder o entorpecente.

Simultaneamente, os PMs fizeram a prisão de mãe e filho – moradores em uma propriedade rural em Mundo Novo -, que circulavam pela BR 163, no trajeto compreendido entre o local de carregamento da droga e o Posto da Polícia Rodoviária Federal, em um percurso de cerca de 20 quilômetros, sempre monitorando a polícia.

Eles admitiram participação no tráfico, sendo que a mulher confessou também que no interior de sua residência, havia uma arma. Os policiais estivem na casa e encontraram o revólver. Investigações continuam no sentido de identificar e prender o restante da quadrilha.

mundo-novo

mundo-novo2

Portal Guaíra com informações de César Galeano Repórter