As Rodovias BR 163 e BR 262 são as que apresentam maior número de veículos circulando, principalmente nos trechos próximos aos centros urbanos, que são os de Campo Grande, Nova Alvorada do Sul, Dourados, Coxim e Três Lagoas, já que passam pelas maiores cidades do Estado e dão acesso às fronteiras, assim como são utilizadas para escoamento da produção.

Na BR 262 a orientação é para que os condutores estejam atentos por encontrarem-se na região do Pantanal, onde é comum animais cruzarem a via, vindo a colidir com os veículos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Já a BR 163 concentra aproximadamente a metade dos acidentes que ocorrem todos os anos devido a diversos fatores, como ao grande número de caminhões que trafegam por ela, os quais são cada vez mais longos, o que dificulta as ultrapassagens, a falta de acostamento em diversos trechos e o anel viário, onde há o encontro da área urbana com a rodovia, apresentando um grande número de motocicletas, ciclistas e pedestres circulando. Por estes motivos é importante o emprego de maior atenção dos condutores, obedecendo às leis de trânsito, evitando, desta forma, a ocorrência de acidentes.

Entre as fotos no final da notícia, uma de um flagrante visualizado pela PRF em fiscalização de velocidade com o uso do radar fotográfico na BR 163, região de Coxim, onde o condutor imprime em seu veículo a impressionante velocidade de 179 km/h. Este condutor foi autuado e a Polícia Rodoviária Federal orienta aos motoristas que sejam conscientes e respeitem os limites de velocidade da via e demais leis de trânsito a fim de evitar acidentes.

Quanto às ações específicas, a Polícia Rodoviária Federal iniciou na segunda-feira (30/06) a Operação Trânsito Seguro, que tem por objetivo fiscalizar e tirar de circulação veículos em mau estado de conservação, visando garantir a segurança viária. Na fiscalização está havendo a aplicação do Código de Trânsito Brasileiro no que tange aos equipamentos obrigatórios de segurança, pois se verifica que muitos motoristas ainda transitam com seu veículo sem as condições mínimas de trafegabilidade.

A primeira edição da operação ocorreu na região leste do estado, conhecida como região do bolsão (Paranaíba, Cassilândia, Aparecida do Taboado, Selvíria, Inocência, Chapadão do Sul e Água Clara). A fim de coibir tais infrações e garantir a segurança nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul, a Operação Trânsito Seguro da PRF se estenderá a outras regiões consideradas críticas, verificadas de acordo com estatísticas, acontecendo agora na região sul (Paranaíba e Mundo Novo)

Assim, além da fiscalização ordinária, a Polícia Rodoviária Federal orienta esforços nos trechos prioritários intensificando os trabalhos, com emprego de reforço e otimização da escala de serviço para atendimento das rodovias federais nos trechos considerados mais críticos.

Para realização das atividades policiais estão sendo utilizados 08 radares estáticos que integram câmera de vídeo e máquina fotográfica digitais, 15 radares portáteis para fiscalização de velocidade, 25 etilômetros para realização de testes de alcoolemia, além do emprego de novas viaturas e armamento ostensivo. Estão sendo realizadas também, ações educativas, visando diminuir a violência no trânsito.

Acompanhe os números nas tabelas sobre acidentes no período de julho dos anos de 2012 e 2013.

tabela1

tabela2

Fiscalização 5

Fiscalização 13

Fiscalização 15 (1)

IMG-20140710-WA0029

Panorâmica 1

Pneu 3

Portal Guaíra com informações da PRF/MS