Dois foragidos da Justiça Brasileira, que estavam presos na cadeia pública da cidade paranaense de  Goioerê, e que haviam empreendido fuga no dia 24 de agosto de 2014 juntamente com dois comparsas, após dominarem um agente penitenciário, foram capturados por policiais paraguaios e encaminhados até o Posto Fiscal Leão da Fronteira em Mundo Novo, onde foram entregues aos cuidados de policiais civis do Paraná.

Na tarde de segunda-feira (8), uma equipe da Polícia Nacional do Paraguai esteve na sede do Terceiro Pelotão da PM de Mundo Novo, para efetuar a checagem da vida pregressa da dupla, que estava residindo ilegalmente no vizinho País.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Foi descoberto então que os dois eram  foragidos do Paraná e após contato feito pelo Capitão PM Joeder Martins, comandante do Pelotão de Mundo Novo, com o delegado titular da Polícia Civil de Goioerê, Deoclécio Detros, ficou definido que eles seriam entregues aos policiais do Paraná no final da manhã de terça-feira (9).

Policiais Civis de Guaíra/PR, juntamente com uma equipe da Polícia Militar de Mundo Novo, esteve no Paraguai para acompanhar os trâmites da “extradição” dos procurados, que foram levados ao Posto Aduaneiro, onde a entrega foi formalizada.

Um dos marginais de 27 anos de idade tem contra si, a acusação da prática de latrocínio (roubo seguido de morte), homicídio doloso e tentativa de homicídio. Já o comparsa de 22 anos, cumpria pena pela prática de tráfico de drogas.

O delegado Deoclécio Detros informou que com estas duas prisões, já são cinco os foragidos recapturados, estando apenas um deles em liberdade. Detros disse que nunca imaginou que um dia, a Polícia Paraguaia pudesse capturar delinqüentes foragidos de sua cidade, que fica quase duzentos quilômetros longe da fronteira e lhe entregar. Ele classificou a atitude da Polícia Nacional do Paraguai como “fantástica”.

Policiais

Portal Guaíra com informações da PM/Mundo Novo