ad

concurso-público1A Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) publicou, na edição de ontem (2) do Diário Oficial, o edital do concurso público para preencher 256 vagas da Policia Civil. As inscrições começam hoje (3) até 16 de setembro. Os salários variam de R$ 3.031,80 até R$ 5.264,40.

O concurso abriu vagas para perito oficial forense, agente de polícia judiciária e perito papiloscopista. A seleção terá sete fases, entre elas: escrita, prova de títulos, psicológica, exame médico, aptidão física, investigação social e curso de formação. As inscrições custam R$ 143,36. Quem quiser requisitar isenção na taxa deve enviar documentação necessária nos dias 3 e 4 de setembro.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Serão disponibilizados 10% de vagas para negros e índios e 5% para pessoas com deficiência. Estas devem enviar solicitação junto com exames médicos comprobatórios até o dia 16 de setembro. Entre os requisitados exigidos para o concurso está a formação escolar específica, ter no mínimo 21 anos e dispor de carteira de habilitação para carros.

Cargos

Para a função de perito oficial forense, que irá dispor um salário de R$ 5.264,40 com carga horária de 40 horas semanais, existem vagas para graduados em engenharia ambiental, farmácia, química, engenharia civil, engenharia ambiental, ciências contábeis e ciências biológicas.

Na função de Perito Papiloscopista, que terá um subsídio de R$ 3.031,80 em 40 horas semanais, o candidato precisa ter o ensino superior completo, não precisando ter uma graduação em específico.

Para quem for concorrer ao cargo de agente de polícia judiciária, na função de escrivão e investigador da polícia, o salário será de R$ 3.031,80 e o interessado deve ter o ensino superior completo com registro no conselho de classe.

Prova – O dia da prova escrita ainda não foi divulgado, no entanto os candidatos devem acompanhar pelo site: www.concurso.ms.gov.br as informações sobre o concurso, assim como o número de vagas para cada cidade do Estado.

Fonte: Assessoria