Exército auxiliou a Polícia Federal na logística do transporte da droga
Exército auxiliou a Polícia Federal na logística do transporte da droga

A Polícia Federal de Corumbá/MS, incinerou 1,8 toneladas de cocaína na tarde de ontem (17). Do total, quase 1,5 mil quilos foram apreendidos no fim do mês passado em um depósito do município.

De acordo com o site Diário Corumbaense, a droga seria transportada na carroceria de uma carreta, com minério por cima, para disfarçar a carga e chegar até o Porto de Santos. De acordo com a Polícia Federal, essa foi a maior apreensão de cocaína da história de Mato Grosso do Sul e a maior da década, no Brasil.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O valor desse carregamento, ao preço de São Paulo, foi estimado em quase R$ 30 milhões pela PF. Além dessa grande apreensão, o restante da droga incinerada integra 18 inquéritos de flagrantes ocorridos de outubro de 2014 a fevereiro de 2015. Vinte e três pessoas foram presas. Destes inquéritos, a Justiça Estadual autorizou a queima de cocaína em dois casos, e a Justiça Federal, os demais.

Somente da Polícia Federal, 25 agentes foram mobilizados, com o apoio da Agetrat, que coordenou o tráfego para a passagem do comboio, e do Exército, que ajudou na logística de transporte do carregamento. Toda a droga foi levada para a fábrica Votorantim Cimentos e incinerada nos fornos da empresa que funcionam a uma temperatura aproximada de 1.500 graus.

As apreensões foram feitas pelos agentes da Delegacia de Polícia Federal em Corumbá, Receita Federal, da Polícia Rodoviária Federal e do DOF (Departamento de Operações de Fronteira).

MS-INCINERACAO-DE-DROGAS-EM-CORUMBA-2

Portal Guaíra com informações de Campo Grande News