A Polícia Civil do Mato Grosso do Sul anunciou que o homem de 43 anos suspeito de torturar e abusar das filhas adolescentes em um assentamento de Selvíria, também cometeu os mesmos crimes contra outro filho, fruto do primeiro relacionamento. O responsável pelas novas descobertas foi o próprio filho, que procurou a polícia para fazer o relato, cinco meses após o pai ser preso.

O homem está preso desde o fim do ano passado, quando começaram as investigações, junto com sua esposa, acusada de ter sido conivente. Juntos, eles possuem quatro filhos: duas meninas, de 11 e 14 anos; e dois meninos, de 4 e 17 anos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A investigação apura se todos os filhos foram estuprados. O acusado foi levado para a delegacia.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais