A Operação Fronteira Unida, deflagrada na manhã de segunda-feira (28) na região extremo Sul de Mato Grosso do Sul e na faixa de fronteira com o Paraguai, tendo reunido integrantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Poder Judiciário Federal,  Marinha do Brasil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal,  Polícia Rodoviária Estadual, bombeiros militares estadual, Departamento de Operações de Fronteira, entre outros, cumpriu diversos mandados de prisão, realizou a apreensão de drogas  e efetuou centenas de abordagens a pessoas e veículos, até o início da noite de quarta-feira (30).

A Polícia Nacional Paraguaia, através de sua seccional de Salto Del Guairá, cidade paraguaia vizinha a Mundo Novo, também aderiu à iniciativa do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira e montou barreiras nas estradas de acesso ao Brasil, com o objetivo de coibir delitos típicos fronteiriços.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

??????????

Policiais Militares lotados no Terceiro Pelotão de Mundo Novo, que tiveram a escala de serviço modificada devido a Operação, cumpriram três mandados de prisão, prenderam cinco pessoas em flagrante, apreenderam um revólver calibre 38, abordaram cento e trinta e seis pessoas, vistoriam 265 veículos, sendo que foram lavradas quarenta e cinco autuações (multas) e apreenderam trinta e sete veículos, que apresentavam irregularidades, sendo que destes, três veículos motocicletas estavam com o chassi inutilizado e estavam com “placas frias”.

Comandante do Pelotão da Polícia Militar de Mundo Novo, o Capitão Joeder Martins diz que o trabalho foi exaustivo, porém, gratificante. “Utilizamos cinco viaturas e vinte e quatro homens na Operação, que resultou ainda na apreensão de quinhentos e cinqüenta gramas de maconha e várias pedras de crack”. Quero aqui enaltecer a atitude de minha equipe, que se mostrou determinada e aguerrida, sacrificando sua folga para trabalhar em prol de nossa sociedade.

O Capitão encerra lembrando que alguns trabalhadores tiveram seus veículos autuados ou apreendidos e que não é a intenção da Polícia Militar prejudicar o cidadão de bem, mas é preciso que as pessoas entendam que se alguém se propõe a circular com um veículo pela via pública, é preciso estar em conformidade com a lei. Ele lembra ainda que alguns garotos que costumar exibir manobras de alto risco na via pública e que colocam em risco a vida dos demais usuários da via, sofreram as sanções da Lei e que as abordagens, independentemente de operações, terão continuidade.

No encerramento dos trabalhos, houve uma reunião na chamada “Linha Internacional”, estrada que divide Brasil do Paraguai, entre o alto comando da Polícia Nacional Paraguaia e da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, que contou com a participação do tenente-coronel Cesar Freitas Duarte, comandante do 12º Batalhão, que tem jurisdição sobre a região.

??????????

??????????

Portal Guaíra com informações do Sargento Nilson Silva/PM Mundo Novo/MS