Uma mulher de 23 anos, residente no jardim Maracanã, periferia de Dourados, foi presa no sábado (27), quando tentava entrar na PHAC (Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa) com dois telefones celulares e uma placa para celular introduzidos na vagina.

O material que tinha como destinatário o detento Celso Brito da Silva, marido da mulher, que tinha alguma coisa na barriga, notado pelo detector de metal instalado na entrada das visitas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A mulher que negou saber de qualquer coisa existente no interior, foi encaminhada para um hospital de Dourados, onde foi submetida a uma ultrassonografia, que confirmou a existência de algo estranho.

Não encontrando mais alternativa, a mulher confessou estar levando eletrônicos no interior da vagina, mas negou ser destinados ao marido e sim para comércio com internos do presídio.

Levado para a delegacia do 1º Distrito Policial de Dourados, a mulher foi autuada por Fornecimento Real, que não é considerado crime, ouvida em depoimento e liberada.

produtos encontrados dentro da vagina da mulher detida
produtos encontrados dentro da vagina da mulher detida

Fonte: Dourados News