ad

O SIG (Serviço de Investigação Geral) de Dourados, no Mato Grosso do Sul, realizou a prisão de dois rapazes, 23 e 32 anos, na quarta-feira (27), pela prática de estelionato e falsa comunicação de crime.

A dupla confessou que buscou dois carros ‘alugados’ em uma locadora de veículos na cidade de Guaíra, no Paraná, na intenção de vendê-los no Paraguai. Para se livrarem de uma possível descoberta do crime, os bandidos simularam um roubo e registraram boletim de ocorrência em Dourados, mas acabaram sendo desmascarados pelos agentes policiais que aprofundaram o interrogatório após perceber contradições nos relatos.

De acordo com as informações policiais, um dos indivíduos chegou na delegacia relatando que por volta das 01h30 estava chegando em casa quando foi abordado por um homem armado com um revólver cromado que a rendeu, dizendo que queria o carro utilizado pela vítima, um Fiat/Strada ano 2018, alugado junto a uma locadora de veículos situada em Guaíra/PR. A suposta vítima disse ainda que logo após ser rendido, chegaram dois homens em um outro veículo, momento em que ele teria sido colocado com um pano cobrindo a cabeça e jogada na parte traseira do carro.

Ele ainda apresentou a versão de que ficou mais de quatro horas sob o poder dos assaltantes, sendo enfim libertado em um matagal na manhã de quarta-feira.

Diante da gravidade do crime, logo após a confecção do boletim de ocorrência, o rapaz passou a ser entrevistado pelo SIG, sendo de plano identificadas múltiplas contradições na versão atinente à dinâmica do suposto roubo.

Foi então que acabou confessando que havia alugado o Fiat/Strada e um outro automóvel, um Ford/Ecosport, no dia 25 de março junto à Localiza de Guaíra com a intenção de vendê-los no Paraguai.

Segundo relatou, o comparsa havia ido com ele a Guaíra buscar os automóveis, sendo que cada um receberia R$ 4 mil pela venda dos bens.

Sobre o Strada o bandido expôs que havia sido por ele levado e vendido haviam poucas horas na cidade paraguaia de Capitão Bado. O Ecosport foi recuperado em Dourados.

Após ele entregar o bem no Paraguai teria sido orientado a registrar uma ocorrência em Dourados simulando um roubo.

Em diligências, o SIG também efetuou a prisão do comparsa na área central de Dourados, que alegou ter ido a Guaíra buscar o Fiat/Strada apenas para ajudar seu amigo.

A dupla foi presa pela prática de estelionato e falsa comunicação de crime, referente ao roubo.

As informações são do Dourados Agora


ad