A apresentadora Angélica teve escoriações no quadril esquerdo, nas costas e apresentava dor na parte frontal direita do crânio, segundo documento da Santa Casa de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, que prestou o primeiro atendimento à artista.

O laudo, obtido pelo site de VEJA, mostra que Angélica chegou ao hospital andando, não ficou inconsciente e não sofreu fraturas aparentes, tampouco sangramentos. Angélica, o marido Luciano Huck, os três filhos do casal, duas babás, o piloto e o copiloto se envolveram em um pouso forçado da aeronave em que viajavam, na manhã de domingo. Passaram o dia todo sendo examinados na Santa Casa e, depois de liberados, viajaram a São Paulo para fazer mais exames no Hospital Albert Einstein.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O laudo mostra ainda que Luciano Huck sofreu uma fratura em compressão da vértebra T11, porém, sem impacto significativo para a coluna. Além de analgésicos, a equipe médica receitou o uso de colete de Jewett por 12 semanas. Contudo, o apresentador se negou a tomar os medicamentos receitados pela equipe médica.

Já Angélica queixou-se de dores na parte inferior esquerda do quadril, chamada de fosso ilíaco, na área frontal direita do crânio e nas costas. As escoriações não indicavam fratura, aponta o documento. Angélica foi medicada com analgésicos e relaxante muscular.

Todos os exames e o atendimento foram feitos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), informou o hospital em nota publicada na manhã de domingo.

A família de Angélica e Luciano Huck deixou a capital sulmatogrossense no início da noite de domingo. Depois de passarem o dia em observação após terem participado de um pouso forçado de aeronave nas imediações da cidade. O casal de apresentadores chegou a São Paulo por volta de 21 horas, acompanhado dos três filhos.

Pouso forçado

A aeronave de pequeno porte que transportava o casal, seus três filhos, duas babás, o piloto e o co-piloto, fez um pouso forçado próximo à rodovia MS 080 na fazenda Palmeiras, em Rochedo (a 30km de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul).

A razão do pouso forçado foi uma pane no motor da aeronave 820-C, matrícula PT-ENM, da Embraer. Durante a aterrissagem, o piloto teve de desviar de um rebanho de gado.

O casal voltava da Estância Caiman, em Bonito, e seguia para Campo Grande. Angélica foi para o Pantanal para gravar o programa Estrelas. No episódio, recebeu os proprietários dos restaurantes Dona Onça e Attimo, que preparam suas especialidades. Huck foi ao encontro da mulher e retornava com eles no avião.

Segundo informações consultadas no site da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a aeronave, com matrícula PTENM, estava com a certificação em dia, válida até junho de 2019.

Laudo Médico
Laudo Médico

Portal Guaíra com informações da Veja