Uma ação conjunta envolvendo policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e as polícias, Civil e Militar local, resultou na prisão de dois rapazes residentes em Itaquiraí, transportando 580 quilos de maconha, em Eldorado, no extremo sul do Estado.

eldorado

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com a Polícia Civil de Eldorado, a ação conjunta aconteceu na tarde de segunda-feira (10), após a dupla, que estava abordo de um Golf cor prata, placas HRN 9179 de Campo Grande-MS, “furar” uma barreira montada pelo DOF na Rodovia MS-295, trecho que liga Eldorado a Iguatemi, na região denominada “Suquinho”.

Segundo o DOF, a equipe realizava barreira para vistoria rotineira em veículos que transitavam pela via, quando, ao tentar abordar o Golf, que se deslocava no sentido Iguatemi a Eldorado da rodovia, o condutor acelerou e fugiu em alta velocidade em direção a cidade de Eldorado.

Os policiais iniciaram uma perseguição, no meio policial chamada de “acompanhamento tático”, e solicitaram apoio à Polícia Militar de Eldorado.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos também teriam conseguido escapar da PM e adentrado no perímetro urbano da cidade em Eldorado.

eldorado2

Acusados foram presos no centro

Ao sair em apoio às guarnições do DOF e da PM, investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Eldorado acabaram localizando e prendendo os acusados quando a dupla trafegava a pé pelo centro comercial da cidade.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Dr. Claudineis Galinari, os indivíduos, posteriormente identificados como sendo, Paulo Henrique de Lacerda, de 19 anos e João Vitor da Silva Lopes, também de 19 anos, ambos moradores na cidade de Itaquiraí, haviam abandonado o Golf com a droga e tentavam disfarçar os policiais para empreender fuga.

Maconha saiu de Capitan Bado

Ao ser interrogado pelo delegado titular de Polícia Civil em Eldorado, Dr. Claudineis Galinari, sobre a origem da droga, Paulo Henrique, que segundo a polícia seria o motorista no Golf, disse que havia adquirido a maconha em Capitan Bado, cidade paraguaia que faz fronteira seca com Coronel Sapucaia no Brasil e pretendia vender o entorpecente em sua cidade de origem, Itaquiraí.

Segundo o delegado, Paulo Henrique teria relatado ainda que o outro detido, João Vitor, havia sido contratado para ajudar no carregamento da droga, que estava sendo transportada em fardos, no sistema chamado pela polícia de “cavalo doido”.

Segundo teria relatado Paulo à polícia, ele teria pegado a maconha em Capitan Bado no domingo, dia 9, pernoitado em um hotel em Amambai e esperado, segundo ele, o momento certo para sair com o carro com a maconha para a rodovia.

Depois de presos, Paulo Henrique e João Vitor foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, que em caso de condenação acarreta em uma pena que varia de 5 a 15 anos de prisão, e estão presos na cadeia pública de Eldorado, a disposição da Justiça da Comarca local.

Itaquiraí virou rota de narcotraficantes, diz delegado

Segundo o delegado, Dr. Claudineis Galinari, que há mais de 20 anos atual em delegacias da região de fronteira, sobretudo da fronteira com o Paraguai, investigações apontam que o município de Itaquiraí vem se tornando rota para narcotraficantes.

De acordo com o delegado, isso se dá por conta as várias estradas vicinais existentes interligando as rodovias de acesso aos estados de São Paulo e Paraná e, sobretudo ao Rio Paraná, onde os traficantes estariam usando meios aquáticos como botes e lanchas para tirar a drogas vindas do Paraguai de Mato Grosso do Sul e destinar para outras localidades do País.

Fonte: A Gazeta News/Capitanbado