A estudante de Medicina Giulia Lima Bertelli, 20 anos, morreu na quarta-feira (8) vítima de complicações da Covid. A faculdade em que ela estudava vem enfrentando um surto da doença, após vários alunos participarem de uma festa clandestina.

A instituição de ensino, localizada em Itajubá, interior de Minas Gerais, interrompeu as aulas presenciais e disse ter tomado conhecimento da festa depois que os casos positivos entre os alunos começarem a crescer de forma muita rápida.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em nota, a faculdade disse que não compactua com o comportamento inadequado dos estudantes que, por suas iniciativas de descumprimento às normas sanitárias, se tornaram “um péssimo exemplo, colocando em descrédito as medidas de segurança e prevenção à Covid-19”.

A instituição, ressaltou, porém, que não se pode afirmar que Giulia contraiu a doença na festa. “Como os demais colegas, a estudante realizou o teste, que deu resultado negativo, porém, com os sintomas em evolução, a jovem foi hospitalizada e seu estado se agravou nos últimos dias”.

A Faculdade de Medicina também publicou nas redes sociais uma nota de pesar lamentando a morte da aluna.

“Aos amigos de classe, lamentamos pela perda da colega que entre o convívio acadêmico trouxe a todos bons momentos que serão recordados com eterna saudade. Pedimos a Deus que conforte pais, familiares e amigos neste momento de luto”.

Portal Guaíra com informações do G1