O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais decidiu suspender temporariamente as buscas por vítimas do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, devido à pandemia do novo coronavírus. Os trabalhos vinham sendo feitos de forma ininterrupta desde o incidente em janeiro de 2019.

Desde o início dos trabalhos, foram resgatadas 270 pessoas, a maioria delas (259) em óbito. A desmobilização dos bombeiros, que começa hoje (21), será feita gradualmente até a segunda-feira (23). A ideia é fazer um trabalho de preservação da área, com georreferenciamento, levantamento topográfico e identificação de todo material, para que os trabalhos possam ser retomados no futuro.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“O mundo enfrenta um momento que exige uma pausa, pelo bem de nossos bombeiros militares, bem como de funcionários da mineradora, operadores de máquinas e terceirizados que convivem em ambiente comum e propenso a contaminação. A operação reúne indivíduos de diferentes regiões do estado, podendo por essa característica, ser um centro de contaminação e disseminação do agente coronavírus. Por tudo isso, faz-se necessário agir com senso de responsabilidade e prudência para evitar que a pandemia ganhe terreno”, informa a nota divulgada pelos bombeiros.

Portal Guaíra com informações da Agência Brasil