Luciano Katarinhuk, advogado (foto: Catve)

Durante a ‘Operação Arroio Guaçu’ deflagrada pela Polícia Federal (PF) de Guaíra na terça-feira (30), foram cumpridos cinco mandados de prisão em Mercedes e Guarapuava.

Entre estes mandados, estava o do ex-vice prefeito de Mercedes e empresário Fridolino Weber e o filho Marciano Weber.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Leia Também:
Mercedes – Pai e filho são presos durante operação da PF de Guaíra

O advogado de defesa dos dois, Luciano Katarinhuk, que tem escritório na cidade de Cascavel, falou sobre o posicionamento que está sendo tomado.

– Na visão da defesa entendemos que as prisões são temerárias, as acusações são frágeis, e se fez uma pirotecnia em cima de tudo isso, e nós já estamos entrando com pedido de revogação da prisão preventiva, para restaurar a verdade e a liberdade do senhor Fridolino Weber e do Marciano, filho dele, até porque acreditamos na inocência de ambos.

Sobre o que foi relatado pelos presos ao Advogado de defesa, Dr. Katarinhuk disse:

– Simplesmente eles disseram não ter nenhum envolvimento com o que o foi denunciado, e tudo que ocorreu, partiu da denúncia de um menor de idade. E, é isso que nós queremos dizer, a base é frágil e até mesmo se cogita e tomara que não tenha nenhum cunho político em relação a isso.

Pai e filho estão presos na cidade de Guaíra, mas segundo o Advogado, um pedido de habeas corpus esta sendo elaborado.

– Estamos preparando, inclusive aguardando a documentação adequada para entrar com pedido cabível, até pra poder restaurar a verdade, como já disse, conseguir a liberdade dos meus clientes e provar a inocência de cada um deles.

Luciano Katarinhuk, advogado (foto: Catve)
Luciano Katarinhuk, advogado (foto: Catve)

Portal Guaíra com informações da Catve