Guga Noblat em foto com amigo (foto: Angelo Rigon)

ad
Guga Noblat em foto com amigo (foto: Angelo Rigon)
Guga Noblat em foto com amigo (foto: Angelo Rigon)

Uma suposta invasão a um escritório de advocacia terminou em denúncia na 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá.

A queixa foi registrada pelo advogado Carlos Alberto Campos de Oliveira Júnior, que acusa uma equipe do Programa CQC, da Rede Bandeirantes de Televisão (Band), de constranger e armar escândalo no interior do escritório, em uma tentativa de entrevista com o pai dele, Carlos Alberto Campos de Oliveira, o “Carlinhos”, dono da empresa Iguaçu do Brasil, investigada por suposta venda ilegal de loteamentos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Na denúncia, Júnior relatou que a equipe do CQC invadiu o local, na Avenida Brasil, Centro, por volta das 17h da última quarta-feira (13), exigindo entrevistar o empresário, que estava em reunião com advogados.

Ainda segundo o denunciante, outros clientes que aguardavam atendimento teriam se assustado com a movimentação e deixado o local às pressas. “Pedimos para saírem, mas o repórter Guga Noblat passou a fazer escândalo”, disse Júnior, ressaltando que a subsecção Maringá da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) já foi comunicada do ocorrido.

A assessoria de imprensa da Band pediu prazo para manifestação.

Fonte: O Diario