O vereador Adelar Neumann participou na segunda-feira (1) da primeira sessão utilizando tornozeleira eletrônica.

Ele retornou a cadeira após ser preso, no dia 4 de fevereiro, em flagrante recebendo parte do salário de um servidor comissionado.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ação foi realizada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e da 2ª Promotoria de Marechal Cândido Rondon.

Leia mais
Marechal – Vereador é preso por cobrar “mensalinho”

Ele foi indiciado pelos crimes de extorsão e tráfico de influência.

Na época a defesa do vereador alegou que o dinheiro recebido era referente a um empréstimo.

No dia 6 de fevereiro foi decretada a prisão preventiva. Ele foi preso e transferido à PEC (Penitenciária Estadual do Paraná) no dia 19 de fevereiro.

Já no dia 22 de março a prisão preventiva foi revogada e ele foi solto, porém teve que usar tornozeleira eletrônica e cumprir uma série de medidas.

As informações são da Catve