O Tribunal Popular do Júri de Marechal Cândido Rondon julgou nesta sexta-feira (16) o réu Nelso Fiori, de 56 anos, por feminicídio.

O homem desferiu várias facadas em Zenaide Koerich Fiori, sua esposa, que morreu no local. O caso aconteceu no dia 10 de fevereiro deste ano na residência do casal, na Linha Passo Fundo, distrito rondonense de Bom Jardim.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O Ministério Publico relatou que “o delito foi cometido por meio cruel, na medida em que o denunciado desferiu diversas facadas na vítima, inclusive decepando sua orelha esquerda, o que lhe ocasionou intenso sofrimento antes da morte”.

Para o Ministério Público, o crime também foi cometido por motivo torpe e, por isso, o autor foi denunciado por homicídio quadruplamente qualificado, incurso no artigo 121 e incisos do Código de Processo Penal.

Os jurados decidiram pela condenação e o réu, que até o fato não tinha antecedentes criminais, terá de cumprir pena de 14 anos, quatro meses e 21 dias de reclusão em regime fechado.

A sessão do Tribunal do Júri foi conduzida pelo juiz Dionisio Lobchenko Junior, o promotor Carlos Alberto Dias Torres, que atuou como representante do Ministério Público, e a defesa do réu foi exercida pelo advogado Antônio Marcos de Aguiar.

Portal Guaíra com informações da Rádio Difusora