Dorivaldo Kist (Neco)

ad

O Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon marcou para esta quinta-feira (18), às 18 horas, a sessão extraordinária que vai definir se o vereador Dorivaldo Kist (Neco), do MDB, terá ou não o seu mandato cassado.

Neco responde a processo disciplinar por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética da Câmara, acusado de se apropriar de parte de salário de funcionária comissionada da Prefeitura, que teria sido indicado por ele ao cargo.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A comissão processante é formada pelos vereadores Josoé Pedralli (presidente), Adriano Cottica (relator) e Vanderlei Sauer (membro).

No relatório final, após as oitivas com as testemunhas e a análise das provas documentais, o vereador Cottica concluiu que Neco teria ficado com parte do salário da funcionária. Desta forma, o parecer do relator é favorável à cassação. “Ele inclusive está respondendo na Justiça por essa mesma acusação”, completa Cottica

Ao longo do processo disciplinar, Neco negou as acusações. Na defesa dele atua o advogado Giovani Miguel Lopes.

Conforme o rito previsto no Regimento Interno no Poder Legislativo, para que Neco tenha o mandato cassado serão necessários nove votos favoráveis dos atuais 13 vereadores que compõe a Casa de Leis. Neco também terá direito a voto.

Caso seja cassado, a cadeira do vereador passará a ser ocupada pela hoje suplente Maria Amália Ritt Haab, também do MDB.

Portal Guaíra via Assessoria