Mais nove presos já condenados pela Justiça foram transferidos ontem (09) da cadeia pública de Marechal Cândido Rondon. Oito deles foram transferidos para a Penitenciária Estadual em Foz do Iguaçu, a exemplo dos sete condenados transferidos ainda na terça-feira (08), enquanto um foi cumprir o restante de sua pena na Penitenciária Estadual de Guarapuava. A ação aconteceu sob forte esquema de segurança policial, por volta das 09 horas.

De acordo com o delegado Pedro Lucena, novas transferências devem acontecer até o fim do mês, mas não há uma definição de quantas serão. Dos 53 presos condenados que estavam na carceragem rondonense, restam 37.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

presos-mcr

“Agora temos que aguardar, mas estamos em contato com a Central de Vagas, em Curitiba, para remover mais condenados da cadeia de Marechal Rondon”, conta. Porém, de acordo com Lucena, as transferências tendem a ser de um menor número de detentos. “Agora é no conta-gotas”, fez analogia o delegado, explicando que o número as remoções devem ser mais raras e em menor quantidade.

A cadeia da Delegacia de Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon iniciou a semana com 143 presos, em lugar adequado para 18 pessoas. Hoje, 127 ocupam as quatro celas. A superlotação causou inclusive a preocupação do Ministério Público, que pediu a interdição da cadeia local. A Justiça rondonense acatou o pedido, mas o Governo do Paraná recorreu da decisão no Tribunal de Justiça do Estado.

Portal Guaíra com informações do Jornal O Presente