[dropcap color=”#000000″]V[/dropcap]ítima de um acidente motociclístico por volta das 17h, do dia 19 do último mês de fevereiro, no trevo de acesso a Cambé, no Norte do Estado, o funcionário da Rádio Difusora do Paraná, de Marechal Cândido Rondon, Miguel Fernandes Reichert, 55 anos, morreu na noite de quinta-feira (09).

Quando retornava de um encontro de motociclistas no interior de São Paulo com sua moto Suzuki V-Strom, de 1000 cilindradas, o radialista foi obrigado a realizar uma manobra forçada para não colidir em um automóvel e sofreu queda.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ele foi encaminhado inicialmente a um Hospital de Cambé e, apesar de ter resultado com fratura de coluna, entre outros ferimentos graves, não teria sido submetido a exames mais detalhados.

Transferido no dia seguinte ao Hospital Marechal Rondon, até porque era usuário do Convênio Médico Sempre Vida, Miguel foi submetido a uma bateria de exames e houve a constatação da gravidade de seu quadro clínico.

O paciente apresentou fratura de duas vértebras da coluna, de ossos da costela e do punho direito, além de ter lesionado gravemente o pulmão e o rim.

Em razão da necessidade de tratamento em Unidade de Terapia Intensiva, o profissional da Rádio Difusora do Paraná foi transferido para o Hospital Bom Jesus, em Toledo, e passou a travar um árdua luta entre a vida e a morte.

Depois de ter sido submetido a intervenção cirúrgica na coluna fraturada, ele foi colocado em estado de coma induzido para que a equipe médica pudesse melhor trabalhar para tentar controlar outros problemas verificados.

Foi feito um procedimento de drenagem em seu pulmão prejudicado, porém não foi possível impedir que uma pneumonia se manifestasse, e passados os primeiros dias o rim parou de funcionar.

Apesar de todos os esforços, os médicos que o assistiam foram ficando descrentes quanto a sua recuperação: se sobrevivesse, o paciente poderia ficar paraplégico, entre outras sequelas.

Miguel não resistiu e faleceu por volta das 22h30 de quinta-feira, na UTI do Hospital Bom Jesus, em Toledo, após ter sido acometido de duas paradas cadíacas.

Além de ter trabalhado por vários nas Rádios Difusora e Educadora, sendo um dos profissionais mais antigos da Radiodifusão de Marechal Cândido Rondon, Miguel também teve um papel de destaque na sociedade local.

Ele atuou com comerciante, foi músico, integrante do Rotary Club, presidiu a Associação Comercial e Empresarial, elegeu-se vereador e chegou ao posto de presidente da Câmara Municipal.

Desgostoso com a política, ele abandonou a atividade enquanto ainda era presidente do Poder Legislativo, trabalhou no ramo do comércio por alguns anos no Balneário de Enseada, no município de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, mas retornou para Marechal Cândido Rondon e para a Rádio Difusora do Paraná.

Desde seu retornou, ele passou a apresentar o Programa Bom Dia Minha Terra, das 05h às 07h, também apresentou por um bom tempo o noticioso Panorama, das 07h às 07h40; e sempre trabalhou na produção de textos comerciais.

Confirmado o falecimento, o corpo de Miguel Fernandes foi levado para o IML de Toledo, será velado no Pavilhão da Igreja Católica e sepultado após missa marcada para às 17h, desta sexta (10).

Portal Guaíra com informações da Rádio Difusora