Uma ação civil pública foi ajuizada nesta quarta-feira (1º) pelo Ministério Público de Marechal Cândido Rondon contra a prefeitura, exigindo que o comércio local volte a fechar as portas.

A ação pede urgência e leva a assinatura dos promotores João Eduardo Antunes Mirais, Marcus Vinicius Ferraz Homem Xavier e Carlos Alberto Dias Torres.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Na ação, os promotores pedem que o prefeito suspenda os efeitos do decreto 088 de 28 de março, em que foi liberado o funcionamento das empresas desde a data de ontem (31).

Eles observam que já há dois casos de Covid-19 em Marechal Cândido Rondon e sequer o município informou o número de testagem e o número de leitos disponíveis no caso de eventual surto repentino da doença.

O Poder Judiciário local ainda não se manifestou. A administração municipal de Marechal Cândido Rondon, que decidiu pela reabertura do comércio, após reunião com o COE, Acimacar e vereadores, também ainda não se pronunciou a respeito.

Portal Guaíra com informações do Preto no Branco