Um suposto caso de assedio praticado por um massagista, há cerca três anos, teve como desfecho ameaças de morte no princípio da tarde de ontem (16) em Marechal Cândido Rondon (63 km de Guaíra).

A Policia Militar foi acionada por volta das 12h40 para comparecer numa clinica de massagens, onde segundo relato do proprietário, um homem armado invadiu o estabelecimento e passou a ameaçá-lo de morte, questionando se havia atendido sua mulher alguns anos atrás.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O massagista negou ter ocorrido o atendimento, porém o homem continuou insinuando que o profissional teria na ocasião assediado sua esposa e continuava a ameaçá-lo de morte, razão pela qual fugiu do local e acionou o numero 190 da PM.

Ainda durante a coleta de dados a equipe policial foi solicitada a retornar até a sede da 2ª CIA onde o suposto autor teria se apresentado com a esposa a fim de registrar um boletim contra o massagista por assédio.

Na companhia o autor das ameaças disse ter sido informado pela esposa que ela havia sido assediada há cerca de 3 anos enquanto realizava uma massagem e que após o ato passou a ser extorquida pelo massagista, tendo inclusive depositado certa quantia em diferentes contas para que o mesmo não revelasse fatos ao marido dela.

Revelada a encrenca e confeccionado o “BO” os envolvidos foram encaminhados à 47ª DRP para serem adotados os procedimentos pela Polícia Judiciária.

As informações são do Portal Lindeiros