“Neste ano de 2020, não teremos a realização da Expo Rondon e da Oktoberfest, por conta da pandemia da COVID-19”. O anúncio oficial foi feito na tarde desta segunda-feira (04), pelo prefeito de Marechal Rondon, Marcio Rauber.

Havia uma grande expectativa em torno do assunto, por parte de expositores, empresários, agropecuaristas, entidades parceiras do evento e do público em geral. Aventava-se a possibilidade de transferir a Expo Rondon para o final do ano, ou até mesmo a sua realização conjunta com a Oktoberfest, mas isso está definitivamente descartado. A exposição, juntamente com a Festa Nacional do Boi no Rolete, acontece anualmente no mês de julho, em comemoração ao aniversário do município.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com o prefeito Marcio Rauber, a decisão foi tomada em conjunto com a direção da PROEM -Fundação Promotora de Eventos-, com base no bom senso, neste momento delicado da pandemia. Ele relatou que nas últimas semanas foram consultadas inúmeras lideranças ligadas à realização do evento, entre elas os dirigentes da Associação Comercial e Empresarial -Acimacar-. “Depois de ouvir várias e importantes opiniões e avaliar prós e contras, chegamos à conclusão de que é mais prudente cancelar a Expo e a Oktoberfest deste ano”, anunciou.

“Os novos tempos exigem novas atitudes”, afirmou o prefeito, ao destacar que “vivemos um período de incertezas, na torcida para que isso tudo passe e termine com os menores efeitos possíveis, na economia e principalmente na saúde”. O chefe do poder executivo rondonense foi enfático ao ressaltar que “acima de tudo está a proteção à saúde da população, e isso exige medidas corajosas e nem sempre simpáticas para todos. A responsabilidade sobre os nossos ombros é imensa e, por isso, procuramos agir sempre com bom senso”.

No centro de eventos, onde acontece a exposição do comércio e da indústria durante a Expo Rondon, o governo municipal instalou um hospital de campanha, com 76 leitos. “É um investimento importante, preventivo, que poderá ser usado no atendimento a possíveis pacientes da COVID-19. Esperamos não precisar usá-lo, mas se for necessário, está tudo preparado. O mais importante é que a população continue se cuidando, seguindo os protocolos de prevenção para que consigamos superar esta crise da melhor maneira possível”, concluiu.

Portal Guaíra via Assessoria