ad

O Município de Guaíra está classificado como a oitava cidade mais violenta do país, na edição 2015 do “Mapa da Violência”, divulgado esta semana pela Secretaria-Geral da Presidência da República. Segundo a pesquisa, Guaíra aparece com 89,2 mortes com arma de fogo para cada grupo de 100 mil habitantes.

No relatório elaborado pelo pesquisador Júlio Jacobo Waisl, constam dados de uma década de acompanhamento (2002 a 2012), e mostra que no período o número de mortes violentas por arma de fogo cresceu 55,3% no Paraná, passando de 1.653 em 2002 para 2.567 em 2012.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O estado possui duas cidades entre as dez mais violentas do país. Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba (RMC), ocupa o sexto lugar, com 93,9 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes. Guaíra, está na oitava posição.

Localizada na fronteira com o Paraguai, Guaíra é um ponto de entrada de drogas, armas e cigarros contrabandeados.

Ao longo dos anos, a cidade registrou alguns casos graves de homicídios. Um dos mais graves foi uma chacina que matou 15 pessoas de uma só vez, em uma chácara, no município. Foram treze homens e duas mulheres assassinados. As mortes ocorreram por disputas por pontos de distribuição de drogas.

Segundo o relatório foi considerado no levantamento as condições dos municípios.

Uma constatação é que municípios de pequeno e médio porte que, por sua localização estratégica em áreas de fronteira internacional, são rota de grandes organizações transnacionais de contrabando de produtos ou armas, pirataria e tráfico de drogas.

Na lista das 100 cidades mais violentas – com mais de 20 mil habitantes – aparecem outros sete municípios paranaenses: Piraquara (28º), Almirante Tamandaré (33º), Foz do Iguaçu (46º), Pinhais (64º), Sarandi (77º), Colombo (81º) e Fazenda Rio Grande (82º).

arma-de-fogo

Portal Guaíra com informações do Jornal Umuarama Ilustrado