Marcos Colli, condenado a mais de 280 anos de prisão

ad
Marcos Colli, condenado a mais de 280 anos de prisão
Marcos Colli, condenado a mais de 280 anos de prisão

Com a quarta condenação, proferida na sexta-feira (29), o advogado londrinense, Marcos Colli, ex-assessor da Câmara de Vereadores de Londrina, deve ter a maior pena da história do País.

Na quarta sentença proferida pela juíza Zilda Romero, Colli foi condenado a 57 anos, cinco meses e quatro dias de prisão por estupro de vulnerável. Com essa condenação, somadas as outras três já proferidas, a pena chega a 282 anos.

Segundo a magistrada, a pena chegou a esse número porque existem muitas vítimas e muitos agravantes, como fotografias, filmagens, a idade das vítimas – todas eram crianças ou adolescentes, menores de 14 anos.

Além de ficar preso, Colli deverá pagar cerca de R$ 50 mil em dias-multa, se somadas todas as sentenças. Ele está preso na Penitenciária Estadual de Piraquara desde julho.

Colli será julgado em um quinto processo, pelo mesmo crime. O processo está na fase de citação do réu, segundo a juíza responsável. A pena final deve passar dos 300 anos de reclusão.

A prisão

Após denúncias do Ministério Público e investigações na casa e nos computadores dele, o ex-assessor teve a prisão decretada em maio de 2013. Em todo processo, a defesa alegou que seu cliente possui problemas psiquiátricos e por isso teria cometido os crimes. As investigações foram feitas a partir de depoimento dos pais das crianças, conselheiros tutelares, professores, profissionais de saúde e das próprias vítimas.

Fonte: O Paraná


ad