ad

A empresa Friboi não será punida por transporte de maconha em caminhão frigorífico flagrado na terça-feira (8) pela Polícia Civil de Londrina, no Norte do Paraná.

Após três meses de investigações, o Núcleo da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), apreendeu na manhã da última terça, em um posto de combustíveis, próximo à entrada de Londrina, aproximadamente 232 kg de maconha. Durante a ação 05 pessoas foram presas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O delegado adjunto do Denarc, Ricardo Casanova, afirma que a empresa, a transportadora terceirizada e o supermercado que receberia a carne transportada no caminhão junto com a maconha, não têm relação com o crime.

“Foi um comportamento do motorista que ia para Londrina; ele falou que não sabia a quantidade de droga, mas tinha ciência do transporte – mas foi um comportamento isolado dele e do ajudante; o caminhão já foi devolvido para a transportadora e a carne liberada para que o supermercado dê a destinação adequada”, relatou.

O delegado também afirmou que a situação é diferente de quando um carro particular é flagrado transportando drogas. “É uma situação diferente, nesse caso, o dono poderia ser responsabilizado”, confirma.

O entorpecente estava escondido junto com uma carga de carnes em um caminhão que pertence a uma transportadora da cidade de Palotina, na qual, presta serviço para uma empresa que trabalha no ramo alimentício.

A apreensão da droga e a prisão dos suspeitos, aconteceu depois que a Denarc flagrou dois homens entregando a carga de drogas para três homens que chegaram em um veículo C4 preto.

De acordo com investigações, a droga saiu do município de Navirai, estado do Mato Grosso do Sul, e estava sendo transportada para a região de Londrina.

Rodrigo Prates, 26 anos; e Diego Winter, 21 anos; receberiam o valor de R$ 10 mil em dinheiro, para fazer o transporte da droga até Londrina. Edirley Clebes, 32 anos; Ricardo Xavier, 36 anos; e Thiago Henrique Marques, 30 anos; receberiam o entorpecente no local, quando o quinteto foi flagrado pela polícia.

“O importante é fazer a interceptação da droga no momento do transporte, pois após chegar ao seu destino, o entorpecente é rapidamente distribuído e entregue aos traficantes que comercializam a substância aos usuários”, explica o delegado.

De todo os envolvidos, Thiago Henrique Marques, um dos suspeitos, já tinha passagem criminal por roubo e tráfico de drogas. Todos permanecem presos na carceragem da 10.ª Subdivisão Policial (SDP) de Londrina.

MACONHA FRIBOI 2

MACONHA FRIBOI

Portal Guaíra com informações Paraná Portal