ad

Os suplentes da coligação formada pelo PSD/PSC/PODE/PPS/PR, Hidekazu Takayama (PSC) e Reinold Stefhane Junior (PSD), além do deputado Edmar de Souza Arruda, estão pedindo na Justiça a vaga ocupada pelo deputado federal em exercício Evandro Roman (PSD), um dos prefeituráveis de Cascavel.

O Portal Tarobá News confirmou que o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, assinou despacho unificando os processos e dando prazo de cinco dias para o PSD nacional se manifestar. O trio pede a cadeira porque Evandro tornou público sua desfiliação do PSD e o ingresso no Patriotas, assumindo a presidência estadual no Paraná.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A nova agremiação não íntegra a lista dos coligados que apoiaram o governador Ratinho Júnior. O trio sustenta que houve infidelidade partidária. O discurso deles contraria a fala de Evandro. Na época, o político declarou ter conversado com Ratinho e obtido garantia de que permaneceria no Congresso sem nenhum questionamento, mesmo filiado em agremiação estranha à coligação.

Evandro foi questionado pelo Portal a respeito do assunto e disse que já esperava a reação e se tivesse na condição deles também entraria com o pedido. Ainda conclui que são todos amigos, mas a briga é jurídica.

Portal Guaíra com informações da Tarobá