O caso tem se tornado comum em reservas indígenas da região e se repetiu neste domingo (26), em Nova Laranjeiras. Maria das Neves Freitas contou que voltava de um baile quando foi estuprada. O estupro teria acontecido ontem (26), mas foi hoje (27) que ela veio ao IML (Instituto Médico Legal) de Cascavel para fazer exames.

A jovem de 18 anos contou que três jovens cometeram o crime. Ela estava no IML acompanhada da Assistente Social que atende a tribo. A profissional relatou o que a jovem disse. “Ela disse que os três a abordaram e disseram que iam acompanhá-la e de repente a levaram para uma estrada e violentaram. Ela disse que conhecia os três”, contou Ilda Cornéio, assistente social.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Dos três jovens, dois foram encontrados, um deles é menor e o terceiro conseguiu fugir. A assistente informou que casos como este começam a chegar com mais frequência ao conhecimento das autoridades.

indígena-estuprada

Fonte: Catve