A UEM voltou a ser a melhor universidade do Paraná, segundo o Ministério da Educação (MEC). O resultado é baseado nos conceitos do Índice Geral de Cursos (IGC), referentes ao ciclo de avaliações entre 2008 e 2011, divulgados no último dia 6 (quinta-feira), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O IGC sintetiza, em um único indicador, a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado. O conceito varia entre 1 e 5. Pelo ranking, a UEM é a primeira colocada no estado, com 3,60 pontos, seguida pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), que obteve 3,54 pontos. A Universidade Estadual de Londrina (UEL) ficou com 3,50 pontos, e a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) com 3,30. A faixa IGC é a mesma para as quatro instituições.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------
A UEM voltou a ser a melhor universidade do Paraná

Também foram divulgados os resultados dos Conceitos Preliminares de Curso (CPC), que incluem a nota do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), aplicado no ano passado. A média do CPC é resultado de um balanço entre a média da nota correspondente ao Enade, a titulação dos professores e ao seu regime laboral e nos índices de infra-estrutura e organização didático-pedagógica da instituição. O principal destaque da UEM foi o curso de licenciatura em Filosofia, que ficou com conceito 5, tanto nos CPC quanto no Enade.

Segundo a pró-reitora de Ensino da UEM, Ednéia Rossi, mais uma vez a Universidade conquista um excelente resultado nas avaliações do MEC, fruto da dedicação e do trabalho de toda a comunidade universitária e de políticas que possibilitam a qualificação de professores e técnicos. “A universidade colhe o resultado do conjunto de esforços de todos os sujeitos que se dedicam e que fazem a diferença na construção da excelência da UEM”, conclui a pró-reitora.

Para o reitor Júlio Santiago Prates Filho, esta conquista vem no momento oportuno, mostrando que a UEM continua se destacando. Na avaliação dele, o resultado divulgado pelo MEC vem em reconhecimento ao corpo docente e de agentes universitários e ao empenho dos estudantes. “Isso sem dúvida aumenta nossa responsabilidade. Vamos comemorar, mas com cautela, sabedores que temos que avançar ainda mais, procurando aliar o crescimento quantitativo com o qualitativo”, acrescenta o reitor, para quem, o desempenho da UEM coloca a Universidade Estadual de Maringá como uma das principais instituições de ensino superior do País.