Na tarde desta sexta-feira (03), o município de Guaíra recebeu do Secretário de Estado da Saúde, Carlos Alberto Gebrim Preto, popular Beto Preto, uma Notificação Sanitária, a qual informava não haver cabimento sanitário e jurídico possível para qualquer eventual recurso a respeito do Decreto Estadual Nº 4942 de 30 de junho de 2020, o qual pedia o fechamento imediato de todos os serviços não essenciais.

LEIA TAMBÉM:
Guaíra – Saiba quais são atividades consideradas essenciais

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Sendo assim, o Comitê Gestor COVID-19 de Guaíra realizou uma live no início da noite de hoje, para trazer informações da reunião extraordinária que ocorreu nessa tarde, onde foi tomada uma decisão frente à Notificação Sanitária do Governo do Estado Paraná.

A live se iniciou com o procurador jurídico municipal, João Fernando Grecillo, relatando sobre a notificação sanitária recebida, um breve levantamento dos casos em Guaíra e confirmou que a nota recebida será aderida na íntegra.

O resultado se deu após deliberação do Comitê Gestor COVID-19, de forma quase unânime, por uma questão de solidariedade com o sistema de saúde da nossa região e também visando para que os empresários de Guaíra não sofram com as multas caso permaneçam abertos.

O Prefeito, Heraldo Trento, pediu então que a população entenda e compreenda as ações que estão sendo tomadas, uma vez que ele sempre ouviu vários segmentos da sociedade para as tomadas de suas decisões.

Em seguida, o Prefeito leu na íntegra o Boletim Informativo do dia de hoje (03/07), além de explicar de uma forma transparente os dados informados.

Heraldo Trento explicou que a tomada da decisão se passa por um gesto de solidariedade, uma vez que a nossa região ainda não atingiu o pico da pandemia, que está previsto para o dia 12/07, por isso o decreto foi acatado, para que o município esteja preparado para receber os atendimentos na rede hospitalar da cidade sem que falte estrutura ou colapsar o sistema de saúde.

O Comandante do Pelotão da Polícia Militar em Guaíra, Aspirante Marcelino, comentou então sobre a questão de como irá funcionar a fiscalização na cidade: não é necessário haver uma denúncia, basta que a Polícia Militar observe o descumprimento que irá tomar as medidas cabíveis.

No caso de um bar ou restaurante, o protocolo é de conversar com o proprietário do local, determinar um tempo para fechar o mesmo, encerrar as comandas das pessoas que estão consumindo algum produto/alimento, e dar o tempo necessário para que todos que estão ali se retirem com o mínimo de constrangimento possível, logo após o proprietário será levado ao pelotão, respondendo já por desobediência.

O Prefeito retomou a fala, pedindo a colaboração de todos para respeitarem o decreto, afirmando que a situação no entorno de nossa cidade é muito pior do que na nossa, e que para que Guaíra não chegue nesse mesmo patamar, é necessário paciência e que todos continuem seguindo as medidas preventivas que já vinham sendo seguidas.

Para finalizar, Heraldo falou sobre os cultos religiosos, dizendo que não haverá mais a possibilidade para realização presencial, somente virtual.

Redação Portal Guaíra