Desde o início do ano, a Secretaria Municipal de Assistência Social apresentou inúmeros trabalhos voltados à população para o ano de 2019. Com foco nos projetos que norteiam a necessidade de atender as questões psicossociais da sociedade, o CAPS – Centro de Atendimento Psicossocial, vêm realizando junto a EMATER – Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural, trabalhos em pequenas comunidades do município.

O projeto tem o intuito de prestar auxílio, prevenir e suscitar as dúvidas que possam surgir a respeito das mais diversas psicopatologias que atingem as comunidades, que em sua maioria, são desconhecidas pela mesma.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A incompreensão sobre estas questões é esclarecida pela Psicóloga Municipal, Tânia Lopes, que busca apresentar clareza sobre a possibilidade em fazer um acolhimento compreensivo dos adoecimentos, quais são os primeiros passos que devem ser tomados na assistência, tal como os diversificados métodos de prevenção.

Scheila, a Extensionista Rural da EMATER, fomenta a necessidade desses encontros, pois atuam na forma direta de integração e fortalecimento das estruturas psíquicas, além do anseio de mais projetos que virão a partir das sugestões debatidas nas conversas.

No caso das comunidades indígenas, a equipe conta com o apoio da Presidente da Associação de Mulheres Indígenas que traduz as falas das indígenas no dialeto Guarani nos debates, garantindo a total inclusão entre as mesmas.

Portal Guaíra via Assessoria