Na manhã desta quarta-feira (20), Guaíra recebeu as primeiras 1.040 doses da vacina CORONAVAC.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O Secretário de Saúde, Marcos Rigolon, acompanhado de uma equipe de escolta foram na terça-feira (19) no fim da tarde para o município de Toledo, afim de receber as primeiras doses da vacina CORONAVAC, distribuídas pelo Governo do Estado. Devido ao mau tempo, o avião que transportava as vacinas não pode pousar. Na manhã desta quarta-feira, o trâmite de entrega das doses para os municípios pertencentes a 20° Regional de Saúde teve continuidade.

A equipe responsável pelo transporte até Guaíra chegou por volta das 10 horas, direto no Sala de Vacinas, onde uma equipe composta por profissionais da saúde e imprensa aguardava ansiosamente.

O Município recebeu 1.040 doses nesse primeiro momento. A primeira vacina foi aplicada na técnica de enfermagem Wanderleia Maria de Lima, funcionária pública há 24 anos que será uma das vacinadoras. A dose foi aplicada pela enfermeira Érica Alves Ferreira Gordillo, responsável pela Sala de Vacinas em Guaíra. O momento teve muita emoção. Wanderléia não escondeu as lágrimas e disse que foi uma honra ser a primeira imunizada tornando-se símbolo de esperança no combate ao Corona Vírus.

O secretário de Saúde, Marcos Rigolon, relatou que as doses serão aplicadas nesse primeiro momento em profissionais da saúde que estão na linha de frente da luta contra o COVID-19. “Nada mais justo que as pessoas responsáveis por cuidar da população sejam os primeiros imunizados”, disse Marcos. O Secretário também pediu para que a população não fique eufórica, pois todos serão vacinados conforme os protocolos do Ministério da Saúde.

Em primeiro momento, são os profissionais de saúde de linha de frente, depois serão os indígenas e idosos do Lar São José, assim como seus cuidadores. Num segundo momento, os demais grupos prioritários serão chamados de forma escalonada.

O coordenador da Sala de Vacinas, Francisco do Amaral Fontes, ressaltou a importância da população manter os protocolos sanitários de prevenção à doença. “Usar sempre álcool em gel, lavar as mãos com água e sabão com frequência, usar máscaras devidamente higienizadas e manter o distanciamento social, são medidas que ainda devem ser mantidas”, enfatizou Francisco. Ele relembrou que a vacina tem 50% de eficácia para que a pessoa não contraia o vírus e 100% para que os sintomas não se agravem e nem chegue mais ao óbito.

A enfermeira responsável pela Sala de Vacinas, Érica Alves Ferreira Gordillo, enfatizou as palavras de Francisco, alertando para o fato de que uma população só está devidamente segura a partir de 85% da população imunizada. Erica também explicou que todos os grupos prioritários serão chamados a seu tempo por meio de mídias e o trabalho das ACS (Agentes Comunitárias de Saúde). Ela também alertou para que a população procure o mais rápido possível a Central do Cartão Cidadão e atualize seus dados, pois a vacina só será aplicada mediante a apresentação do cartão SUS e RG, ou do cartão Cidadão atualizado. Essa medida de controle é para garantir que as doses destinadas à Guaíra sejam efetivamente aplicadas em moradores daqui.

Por fim, a enfermeira falou que a vacina é nova e apesar dos primeiros imunizados no Brasil não terem apresentados reações, o cuidado nas primeiras 48 horas após a aplicação deve ser feito, e no caso de sintomas parecerem, estes devem ser imediatamente informados a Saúde Municipal.

Portal Guaíra via Assessoria