ad

[dropcap color=”#eeee22″]A[/dropcap]s intensas chuvas que atingiram Guaíra e região nos últimos dias tiveram um impacto negativo para alguns moradores. Embora a cidade não tenha sofrido com ventos fortes, como em alguns municípios vizinhos, nesta segunda (30) o Córrego do Meio transbordou e atingiu algumas casas na popular Rua 03 do Jardim Santa Paula.

Os moradores pediram ajuda da Defesa Civil, que prontamente esteve junto com o Corpo de Bombeiros vistoriando o local. Alguns moradores e vários internautas criticaram bastante a administração municipal, cobrando investimentos para resolver o problema.

Segundo o coordenador da Guarda Municipal, Edson Manoel Auler, o ocorrido causa desconforto e preocupa a administração municipal, mas parte deste problema vem de longa data: a insuficiência de programas de moradia no passado fez com que muitos moradores improvisassem suas ocupações.

É exatamente o caso de algumas residências da rua 03, que estão em área de proteção ambiental, onde certamente não seria possível construir, caso a legislação da época contemplasse as rígidas regras de hoje em dia.

“Infelizmente na época não houve um controle por parte da administração. As construções estão irregulares sob vários aspectos. Morar nas proximidades de rios e lagos é sempre um risco exatamente por causa das enchentes. Os moradores deveriam ter pensado nisso na época. Sem contar que o Córrego do Meio recebe muito lixo produzido pelos próprios moradores do entorno. Verifica-se também que imóveis que foram alagados foram construídos abaixo do nível da rua. A Defesa Civil recomenda que as pessoas, ao construírem suas residências, observem o nível da rua, elevando se necessário a altura do alicerce do imóvel”, diz.

Ao contrário do que afirmam muitas críticas, o governo municipal tem sido sensível à causa dos alagamentos. A Vila Rica, outro bairro que sempre sofreu com este problema, foi alvo de uma grande intervenção no ano passado. Foram investidos quase meio milhão de reais na época. As obras evitaram novas enchentes, resolvendo um problema de décadas.

Solução para o Santa Paula

Um dos principais problemas que o Jardim Santa Paula e bairros vizinhos enfrentam é a ausência de um sistema de esgotamento sanitário. Em agosto deste ano, Guaíra conseguiu encaixar um projeto para que finalmente o bairro ganhe sua rede de esgoto e possa ao menos amenizar este problema.

As obras da Sanepar em Guaíra, em diferentes bairros, chegam a quase 10 milhões de reais (R$ 9.913.530,00).

Foi assinado, na oportunidade, o convênio para sistema de esgotamento sanitário com rede coletora de 10 mil metros de rede de interceptor para atendimento do Jardim Santa Paula e Prainha. Este investimento exigirá R$ 3.834.000.

No Jardim Guaíra, as intervenções contemplarão a parte mais antiga do bairro, entre as ruas Alberto Waldow e o Córrego do Meio (que também passa por este bairro carente de rede de esgoto).

As obras preveem, ainda, a construção de um reservatório de um reservatório em concreto com capacidade de 2 milhões de litros com elevatória e instalações elétricas no Parque Anhembi. O investimento está estimado em R$ 4.283.430.

Tanto o Jardim Santa Paula como o Jardim Guaíra sofrem com a falta de esgotamento sanitário. O problema é agravado com a descarga de esgoto diretamente no córrego do Meio, o que causava a poluição do mesmo e, consequentemente, do rio Paraná. Além disso, o lixo obstrui o córrego que transborda com ainda mais facilidade em períodos de chuva, como o de outubro/novembro.

A outra obra anunciada garantirá a substituição de 1.067 metros de trecho do emissário de esgoto da ETE Carumbeí (que também fica à beira de um córrego). O valor a ser repassado é de R$ 1.745.100.

O Município aguarda a liberação do dinheiro e a licitação das obras para que finalmente os trabalhos iniciem e possam dar uma resposta aos moradores destes bairros.

Portal Guaíra via Assessoria


CLINICA SALUTAR