ad

[dropcap color=”#81d742″]A[/dropcap] coordenação de Educação Especial tem percorrido as escolas municipais para implantar o projeto “A importância da relação família-escola”, desenvolvido pelas professoras Elianara Falci, Andressa Branco Dias e pela psicóloga Naíra Frutos González.

O projeto, de caráter contínuo, busca envolver as famílias, alunos e comunidade no processo de inclusão. No dia 28 de julho, foi a vez da Escola Arthur da Costa e Silva (Jardim Santa Paula) receber a visita das profissionais.

“A parceria só funciona se os pais forem orientados. Não basta dizer a um pai que o seu filho não está aprendendo, não está prestando atenção nas aulas e não está ajudando nas atividades. O pai precisa saber como pode intervir e o que deve fazer para ajudar a solucionar o problema. Além disso, os direitos e deveres da família e da escola devem estar claramente definidos. Afinal, a professora nunca deve ocupar o papel dos pais na vida do aluno. Cada qual tem suas funções na educação e essas funções são complementares. Em outras palavras, o melhor caminho é seguir juntos de mãos dadas”, destaca a coordenadora de Educação Especial, Elianara Falci, que é psicopedagoga.

Para a secretária Franciele de Lima Danelon Jesus, a parceria entre pais e professores favorece o diálogo aberto, pois as ações destacam a importância das relações/parcerias nos ambientes escolares”, diz. “Pais que enxergam os professores como aliados e professores que veem os pais como potencializadores do rendimento escolar possuem maiores possibilidades de conversar abertamente sobre os problemas dos alunos. Vale ressaltar que o contexto de comunicação ativa, frequente, sensata e sincera é muito importante quando se trata de educação”, explica.

Todas as escolas municipais serão atendidas pelo projeto.

Portal Guaíra via Assessoria


CLINICA SALUTAR