Os professores da rede municipal de Guaíra, estarão participando de uma mobilização, através de uma carreata, nesta segunda-feira (16).

Conforme a organização, a manifestação será a partir das 17h30, iniciando o trajeto no Ginásio de Esportes Robinson Reis.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A luta dos professores, segundo a organização, é para que não seja aprovado o Projeto de Lei 028/2022, de autoria do executivo municipal, que visa desvincular o salário da classe do Piso Nacional.

Os professores já possuem o direito de receber os reajustes conforme índices do piso nacional, através da lei 1965/2015 e o executivo quer tirar esse direito dos professores.

A carreata busca chamar a atenção de vereadores e de toda comunidade para esse descaso com a educação municipal.

Segundo informações do Projeto de Lei, encaminhado para a Câmara de Vereadores de Guaíra e que segue em análise junto as comissões, o Executivo destaca:

“ […] Necessário ainda informar que o quadro atual de professores do Município conta com 305 (trezentos e cinco) professores de 20 horas e 39 (trinta e noves) professores 40 horas, havendo análises e estudos em andamento no sentido de ampliarmos esse quadro, com a contratação de mais 40 (quarenta) profissionais, tal situação por óbvio provocará também impacto nos valores anteriormente citados.

Em janeiro do corrente ano, o Município de Guaíra promoveu o reajuste nos vencimentos dos servidores, inclusive para os profissionais do magistério, o percentual aplicado foi de 15% (quinze por cento), em decorrência disso praticamente todos os professores do nosso quadro estão recebendo acima do piso nacional do magistério, não havendo assim qualquer prejuízo para a categoria.

Assim, a fim de evitarmos a inviabilização da gestão da educação em nosso Município, entendemos pela necessidade de promover a supressão do Parágrafo único do artigo 65 da Lei Municipal nº 1.965/2015.

Ressaltamos que esta gestão já procedeu reunião com Comissão de Professores Municipais a fim de explanar a impossibilidade de concessão de reajuste de forma linear (em cascata) para todos os professores do Município. “

Portal Guaíra com Assessoria