Na primeira ocorrência, na tarde de quinta-feira (30), por volta das 12 horas, a equipe em serviço na BR-272, abordou um caminhão que tracionava um semirreboque. Em análise à documentação apresentada pelo condutor do veículo, somado à expertise dos policiais que compunham a equipe, constataram de pronto que havia divergência entre o modelo do semirreboque apontado no documento em relação ao que se estava no local, pois este apresentava características físicas de outro fabricante.
Diante da suspeita, realizou-se o minucioso procedimento de identificação veicular e constatou-se que vários dos sinais identificadores do semirreboque foram adulterados, visando dificultar a descoberta de sua origem.

Após cerca de uma hora, outra equipe da PRF abordou um veículo GM Cruze, na BR-163, em frente a unidade operacional situada na Ponte Ayrton Senna. Ao verificar o interior do veículo, a equipe constatou que estava com grande quantidade de equipamentos de informática, como roteadores, repetidores de sinal, dentre outros.
A motorista, uma mulher de 39 anos de idade, afirmou à equipe que adquiriu os produtos de informática, que vieram do Paraguai, na cidade de Mundo Novo (MS) e que tinha como destino a cidade de Maringá, onde possui uma loja de produtos do gênero.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O semirreboque foi encaminhado à Polícia Civil de Guaíra, onde serão apurados os crimes correlatos, dentre eles o de adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Já as mercadorias apreendidas foram encaminhadas à Receita Federal do Brasil em Guaíra, para apuração do crime de descaminho.

Portal Guaíra com informações da PRF